Procurar
Close this search box.
Gugu Liberato em 1983 (Foto: Reprodução)
Gugu Liberato em 1983 (Foto: Reprodução)

TRADIÇÃO

Último comercial do ano e Gugu na rua em SP: Programas de réveillon que sacudiram a TV

Confira momentos que marcaram a televisão brasileira na virada do ano

As viradas de ano na televisão brasileira têm sido momentos mágicos, repletos de programas memoráveis que marcaram época! Desde os clássicos especiais de fim de ano com músicas inesquecíveis até os programas de variedades, a televisão sempre teve um papel especial nas celebrações de Réveillon ao longo das décadas.

SIGA O FEED NO INSTAGRAM

Com a chegada de cada novo ano, os brasileiros que ficavam em casa se reuniam em frente à TV para se emocionar, se divertir e se conectar com esses momentos únicos. Que tal voltarmos no tempo e relembrarmos juntos esses programas incríveis que marcaram a televisão durante as viradas de ano?

São Silvestre noturna

Desde 1925, a Corrida de São Silvestre ocorre em São Paulo no último dia do ano, idealizada pelo jornalista Cásper Líbero. Inicialmente à noite, encerrava próxima da meia-noite, exibida depois em vídeo tape pela Gazeta e Globo, revelando o vencedor minutos após a virada do ano, transmitida apenas pelo rádio.

Em 1982, a Globo e TV Gazeta inovaram, transmitindo ao vivo, com um sistema moderno e mais de 20 câmeras ao longo dos mais de 12 km do percurso, sendo Osmar de Oliveira o primeiro narrador. A partir de 1989, a corrida foi transferida para a tarde, encerrando a tradição de ser a última atração da Globo e da Gazeta.

Viva a Noite Especial da TVS com Gugu Liberato

Em 1982, o SBT organizou um especial de Ano Novo liderado por Gugu Liberato (que ainda começava a despontar na carreira), promovendo um evento ao vivo no Vale do Anhangabaú, São Paulo. O programa contou com diversas apresentações de artistas, culminando na chegada de 1983, onde um equilibrista atravessou uma avenida em um cabo. Enquanto Gugu apresentava, o locutor pediu para que as pessoas não lançassem fogos na direção do acrobata. A performance ocorreu sem incidentes, marcando a chegada do novo ano.

Projeto Verão Vivo na Bandeirantes

No Réveillon de 1988, a Bandeirantes lançou o ambicioso projeto Verão Vivo, transmitindo eventos do Guarujá no programa Réveillon 88, apresentado por Elia Junior. A transmissão enfrentou várias falhas técnicas, como problemas de áudio, câmeras perdidas e imagens escuras. Apesar disso, os repórteres Sandra Annenberg e Emilio Surita participaram, e o futuro lhes reservava grande sucesso.

O ‘último comercial do anoe o ‘primeiro comercial do ano’

Nos anos 1980, a Globo inovou no mercado publicitário com o “último comercial do ano”, exibindo uma única propaganda pouco antes da meia-noite, seguida da contagem regressiva. Empresas como Rodhia, Cigarros Hollywood e outras aproveitaram esse espaço. Em 1990, introduziram também o “primeiro comercial do ano”, vendido junto ao último. A prática se estendeu a emissoras como SBT e Record, continuando até 2012, com a Globo exibindo o último intervalo comercial do ano de 1999 e o primeiro de 2001, mantendo essa “tradição”.

Virada do Ano com Top de 5 Segundos

Na virada de ano na Globo, clipes especiais marcaram a contagem regressiva, desde homenagens às crianças em 1980 até celebrações pelos aniversários da emissora. Araken conduziu a entrada de 1985, seguido por simpatias em 1988 e a turma do TV Pirata em 1989. O clipe “A Globo 90 é nota 100” comemorou os 25 anos em 1990, seguido da queima de fogos em Copacabana, mas em 1991, devido ao Plano Collor e cortes de gastos, não houve cobertura ao vivo, apenas o breve anúncio da chegada do novo ano.

O Réveillon do Faustão e o Show da Virada

Em 1991, a Globo trouxe Fausto Silva para o Réveillon do Faustão, que ocorreu de 1991 a 1996, reunindo artistas e personalidades em um programa gravado similar ao Domingão do Faustão. Em 1992, houve polêmica com cenas sensacionalistas de garotas seminuas e vídeocassetadas. Em 1997, a virada foi caótica, com Kubrusly e Canuto lançando a campanha Brasil 500, resultando em uma cobertura confusa. O Show da Virada estreou em 1998, com Renata Ceribelli e Zeca Camargo, e em 2000 adotou o formato atual de show, mantendo-se desde então.

A chegada da década de 2000 e a narração de Galvão Bueno

A virada para o ano 2000 foi única, com TVs do mundo todo unidas para exibir a transição de 1999 para 2000 em vários locais globais. No Brasil, Globo, Band e Record participaram desse evento, transmitindo a virada nacional e internacional. A Record destacou fogos em Salvador e o nascimento de uma criança, enquanto a Globo manteve sua programação normal, com flashes ocasionais. Galvão Bueno fez uma inédita narração da chegada da nova década no Show da Virada, montado em Copacabana.

Mais lidas

plugins premium WordPress
Confira uma lista de k-dramas BL (Boy’s Love) C-Dramas: Conheça uma lista de ‘doramas chineses’ Conheça os k-dramas que chegam a Netflix em novembro de 2023 Conheça os k-dramas que chegam a Netflix em dezembro de 2023