Procurar
Close this search box.
Descoberta de ovo da época do Império Romano impressiona (Foto: Reprodução)
Descoberta de ovo da época do Império Romano impressiona (Foto: Reprodução)

uau!

Ovo de 1.700 anos é encontrado e conteúdo surpreende cientistas

Alimento é datado na época do Império Romano e contém líquido

Durante escavações no condado de Buckinghamshire, cientistas do Reino Unido fizeram uma descoberta notável: um ovo que desafiou os rigores do tempo desde os dias do Império Romano até os dias atuais, permanecendo completamente íntegro ao longo de aproximadamente 1.700 anos.

A descoberta incluía moedas, um calçado de couro e outros ovos em um cesto de tecido, que se romperam ao contato com o ar, indicando que não estavam próprios para consumo. O local provavelmente era um poço em uma comunidade antiga.

Os pesquisadores do time de patrimônio e arqueologia do Conselho de Buckinghamshire, na Inglaterra declararam: “Apesar da natureza incrivelmente frágil dos ovos, a equipe no local conseguiu recuperar um intacto. Os outros infelizmente quebraram, emitindo um cheiro incrivelmente sulfuroso!”.

Em entrevista a revista Newsweek, Edward Biddulph, gerente sênior de projetos da Oxford Archaeology, explicou: “Normalmente, os arqueozoólogos e outros arqueólogos que pesquisam aves antigas têm apenas os ossos das aves e, menos comumente, fragmentos de casca de ovo para usar na análise. Ter o conteúdo do ovo disponível abrirá uma gama muito mais ampla de oportunidades de pesquisa”.

Considerado uma descoberta única, o ovo representa para os especialistas ingleses uma nova chance de estudo arqueológico de pássaros daquela época. Se tratando provavelmente de um ovo de galinha, a descoberta foi feita na localidade de Berryfield, e vem sendo alvo de pesquisas.

Com uma micro tomografia foi constatado que o conteúdo do alimento é composto por líquido e uma bolha de ar.Essas características são comuns em ovos contemporâneos, porém extraordinárias para um artefato de tal antiguidade.

“Ficámos todos surpreendidos ao saber que o ovo é ainda mais raro do que pensávamos e, com o seu centro líquido intacto, é o único exemplo conhecido deste tipo no mundo”, afirmaram Douglas Russell e Arianna Bernucci., especialistas em pássaros do Museu  de História Natural de Londres.

O ovo foi, provavelmente, uma oferenda feita na época – uma vez que o poço também estava repleto de moedas, costume que ainda existe em muitos lugares para que se realizem ‘desejos’.

“Depois que os habitantes do assentamento romano à beira da estrada em Berryfields pararam de usar o poço para extrair água para fabricação de cerveja, eles usaram a cova para fins rituais, colocando moedas, potes de cerâmica e, claro, ovos, como oferendas aos deuses ou para dar sorte, assim como ainda jogamos moedas nas fontes. A cesta, que provavelmente continha pão, também foi colocada no poço para esse fim”, finalizou Biddulph.

*Informações retiradas de ‘Um Só Planeta’

Mais lidas

plugins premium WordPress