Procurar
Close this search box.
Moda sustentável se torna tendência (Foto: Pixabay)
Moda sustentável se torna tendência (Foto: Pixabay)

Saiba mais!

Brechó e moda sustentável: Qual o impacto do consumo de roupas de segunda mão?

Consumo consciente de roupas deixa brechós em alta

No cenário atual, onde a consciência ambiental e a busca por práticas sustentáveis ganham cada vez mais destaque, o universo dos brechós e da moda sustentável desponta como uma alternativa criativa e consciente para repensar a forma como consumimos roupas.

Além do impacto significativo que o consumo de roupas de segunda mão pode ter no meio ambiente e na indústria da moda, é importante entender como essa prática está mudando a maneira como nos relacionamos com a o mundo fashion.

De acordo com dados fornecidos pela empresa Statista, o mercado de moda circular está expandindo globalmente, registrando um montante de US$ 4,9 bilhões em 2022. Estima-se que até 2027, esse valor atinja a marca de US$ 14,7 bilhões. No Brasil, as previsões indicam um aumento significativo no segmento de moda circular, com uma expectativa de aumento entre 15% a 20% nos próximos sete anos.

Estes são alguns pontos que fazem dos brechós uma atividade sustentável:

  1. Reutilização de Produtos: Os brechós oferecem uma segunda vida para roupas e acessórios usados, estendendo seu ciclo de vida e evitando que acabem em aterros sanitários.
  2. Redução do Consumo de Recursos: Ao comprar em brechós, os consumidores reduzem a demanda por novos produtos, o que diminui a necessidade de recursos naturais, como água, energia e matéria-prima, utilizados na fabricação de novas roupas.
  3. Minimização do Desperdício: Muitas roupas novas acabam não sendo vendidas e são descartadas pelas lojas, o que contribui para o desperdício. Os brechós ajudam a minimizar esse desperdício, oferecendo uma saída para essas peças não vendidas.
  4. Redução da Poluição: A indústria da moda é conhecida por seu alto impacto ambiental, especialmente devido à poluição da água, uso intensivo de produtos químicos e emissões de carbono. Comprar em brechós reduz a necessidade de produção de novas roupas, diminuindo indiretamente a poluição associada à fabricação e transporte de produtos novos.
  5. Conscientização sobre Sustentabilidade: A existência e popularidade dos brechós também ajudam a conscientizar as pessoas sobre a importância da sustentabilidade na moda e em outros setores, incentivando práticas de consumo mais responsáveis.

De acordo com a comunicadora socioambiental Cláudia Castanheira, dados do Resale Report 2023 da ThreadUp informar que a utilização de roupas de segunda mão podem reduzir as emissões de carbono em até 25% (via Revista Fórum).

Porém, ela alerta para o fato de que o brechó não é um sinônimo de moda sustentável e que pode, sim, gerar seus próprios impactos socioambientais. “Entre eles, destacam-se o risco de consumo excessivo, que pode assemelhar-se ao modelo fast fashion; a questão do colonialismo de resíduos, no qual países do Norte Global exportam roupas usadas para países do Sul Global; e a importância de avaliar a procedência dos itens vendidos”, destaca.

Mais lidas

plugins premium WordPress