Procurar
Close this search box.
Placa de colecionador (Foto: Reprodução)
Placa de colecionador (Foto: Reprodução)

Descubra!

Saiba o que é preciso para solicitar placa preta para o seu carro

Descubra o que é necessário para que seu carro tenha placa de colecionador

De acordo com o Departamento de Trânsito do Estado de São Paulo (Detran-SP), há um total de 53.037 veículos registrados como colecionáveis no estado de São Paulo. Esses veículos, considerados modelos clássicos, recebem a cobiçada placa preta, que os distingue como raros e históricos. O Detran-SP divulgou um guia passo a passo para que os proprietários de veículos com 30 anos ou mais possam solicitar a placa de colecionador.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece critérios para que um veículo seja reconhecido como de coleção, levando em consideração seu valor histórico. É importante ressaltar que o veículo pode ter passado por alterações ao longo dos anos, desde que essas modificações não afetem diretamente sua mecânica, carroceria, suspensão e estética.

Para valorizar o veículo e torná-lo exclusivo é necessário emitir documentos específicos. Saiba quais são os documentos necessários para aumentar o valor nas avaliações de mercado:

  • Certificado de Veículo de Coleção (CVCOL):
    • Deve ser fornecido por um órgão credenciado na Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran).
  • Certificado de Segurança Veicular (CSV):
    • Pode ser emitido por uma Instituição Técnica Licenciada (ITL).

Principais requisitos para veículos antigos:

  1. Condição plena para circulação em vias públicas e estradas.
  2. Proprietários devem ser membros de um clube de automóveis antigos.
  3. O clube deve ser credenciado pela Senatran.

Além disso, a obtenção da placa preta para um veículo requer a avaliação de requisitos relacionados à tecnologia. Esses requisitos devem atender aos critérios de época, incluindo condições de emissão de gases poluentes e ruídos, entre outros aspectos técnicos pertinentes ao período em que o veículo foi fabricado.

Saiba como solicitar a placa preta

Veículos em processo de transferência

  1. Filie-se a um clube de automóveis antigos credenciado pela Secretaria Nacional de Trânsito.
  2. Solicite o Certificado de Veículo de Coleção (CVCOL), o qual requer vistoria e avaliação realizadas por avaliadores dos clubes mencionados.
  3. Após atender todas as exigências, solicite ao Detran-SP a alteração da espécie do veículo para “veículo de coleção”. Este processo pode ser iniciado através do link apropriado.
  4. Após as alterações na documentação, um Certificado de Registro do Veículo (CRV) será emitido para o veículo.
  5. Ao solicitar a troca de placa, apresente a documentação final à empresa emplacadora credenciada pelo Detran-SP.

Na documentação de transferência, é crucial que esteja especificada a intenção de alterar a espécie do veículo para “colecionável”. Além disso, é necessário apresentar o Certificado de Segurança Veicular (CSV) caso haja modificações no veículo. Certifique-se de incluir esses documentos e informações ao seguir os procedimentos.

Veículos com alteração de espécie

  1. Filiação a um clube de automóveis antigos credenciado pela Secretaria Nacional de Trânsito.
  2. Solicitação do Certificado de Veículo de Coleção (CVCOL) após vistoria e avaliação por avaliadores dos clubes.
  3. Pedido de alteração de espécie do modelo para veículo de coleção ao Detran-SP, uma vez que todas as exigências foram atendidas, através de um link disponível.
  4. Emissão de um CRV (Certificado de Registro do Veículo) após as alterações na documentação.
  5. Apresentação da segunda via do CRV, disponível no portal do Detran, juntamente com o CVCOL no ato de agendamento com a empresa responsável pelo emplacamento do veículo. Para veículos com modificações, será necessária a verificação do Certificado de Segurança Veicular (CSV).

O processo de emissão da segunda via do Certificado de Registro do Veículo (CRV) deve incluir a especificação da intenção de alterar a espécie do modelo para colecionável. Além disso, é crucial apresentar o Certificado de Segurança Veicular (CSV) no caso de modificações no exemplar.

Veículos que já são de coleção

  1. Associe-se a um clube de automóveis antigos credenciado pela Secretaria Nacional de Trânsito.
  2. Ao apresentar os documentos solicitados pelo portal do Detran-SP, certifique-se de fornecer um novo Certificado de Veículo de Coleção (CVCOL) com seu nome registrado.

Valor

Os custos de emplacamento variam conforme o carro, região e normas das associações de veículos antigos. As taxas das vistorias e certificados não são fixas pelo Contran. Alguns clubes cobram anuidades e taxas, mas não é padrão. A validade do certificado pode ser de 3 a 5 anos, com taxa de renovação.

Mais lidas

plugins premium WordPress