Procurar
Close this search box.
Nova decisão prioriza bem-estar animal (Foto: Pixabay)
Nova decisão prioriza bem-estar animal (Foto: Pixabay)

Novidade!

‘Marca a fogo’ em bovinos se torna opcional no Agro de SP

Agro em SP dá um passo em direção ao bem-estar animal (Foto: Pixabay)

No último dia 28 de fevereiro, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) convocou representantes do ramo agropecuário. O objetivo foi revelar uma “nova identidade” para a agricultura de São Paulo.

Durante o evento, o secretário de Agricultura, Guilherme Piai, formalizou medidas que estabelecem o Plano Estadual de Bem-Estar Animal e introduzem um novo sistema de marcação para vacinas contra a Brucelose.

“Hoje, São Paulo sai na frente mais uma vez com essa nova marca para o agro do Estado. Bem-estar animal significa segurança jurídica, recomendando boas práticas, valorizando a pecuária paulista e abrindo novos mercados internacionais, cada vez mais restritivos”, declarou o secretário Guilherme Piai.

A Secretaria apresentou um novo método de identificação de vacinação contra brucelose, opcional para bezerras de três a oito meses, visando melhorar a segurança e manejo no setor pecuário. Essa medida busca promover o bem-estar animal e elevar a qualidade dos produtos pecuários em São Paulo.

O médico-veterinário e coordenador da Defesa Agropecuária, Luiz Henrique Barrochelo, considera a ação importante no que diz respeito a defesa, sanidade e segurança do rebanho paulista. “Inauguramos mais uma ação que demonstra nosso compromisso e confiança no produtor. Já alcançamos recordes contra a febre aftosa, com 100% do rebanho vacinado, e 99% contra a brucelose e hoje fazemos mais um importante anúncio para a agropecuária paulista”, avaliou.

O secretário Guilherme Piai ainda ratificou resoluções que estabelecem o Plano Estadual de Bem-Estar Animal, propõem protocolos de bem-estar para eventos de concentração e revisam diretrizes do Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal em São Paulo.

“Somos o primeiro Estado do Brasil a dar a alternativa de escolha ao pecuarista não marcar o gado. Para aqueles que optarem pelo novo modelo, o manejo será mais adequado, gerando menos estresse e facilitando a vida dos veterinários. Quanto melhor o produtor tratar o animal, mais lucrativa será a sua atividade. São Paulo lidera esse processo para que muitos outros estados brasileiros façam como nós, deixando um legado importantíssimo”, finalizou ele.

Fonte: Notícias Agrícolas

Mais lidas

plugins premium WordPress