Brasil vem se destacando no setor da genética avícola (Foto: Reprodução)
Brasil vem se destacando no setor da genética avícola (Foto: Reprodução)

Confira!

Brasil aposta em genética avícola e pode ganhar destaque no mercado global

As expectativas para o futuro só crescem

Em 2023, as exportações de material genético avícola alcançaram 26,4 mil toneladas, um aumento de quase 70% em comparação com o ano anterior – confirmando que a indústria avícola brasileira está passando por um momento muito positivo, com registros impressionantes de exportações e um aumento contínuo do reconhecimento no mercado internacional.

Além disso, a receita gerada atingiu um recorde de 240 milhões de dólares, representando um crescimento superior a 34%.

“O Brasil é livre de influenza aviária de alta patogenicidade e mantém o status de livre da doença segundo a Organização Mundial de Saúde Animal. Isso nos dá uma posição de destaque no mercado internacional, especialmente em um momento em que países como o México enfrentam casos da doença”, declarou Luis Rua, diretor de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), durante participação no programa “Ligados e Interligados” do Canal Rural.

Falando em México… No último ano, o país se destacou como o principal destino das exportações brasileiras, recebendo 13,5 mil toneladas de material genético avícola. A parceria entre Brasil e México tem sido significativa, com o Brasil fornecendo tanto material genético quanto carne de aves, contribuindo para a segurança alimentar do país.

As perspectivas promissoras para o futuro do setor avícola são reforçadas pelo desempenho positivo registrado em janeiro, mesmo em um mês tradicionalmente desafiador. Espera-se que as exportações continuem crescendo em 2024, consolidando assim o Brasil como um dos principais players do mercado internacional de genética avícola.

plugins premium WordPress